Alerta Glória

2021-11-05

A partir de hoje estão disponíveis os 10 episódios da primeira série portuguesa original da Netflix. De seu nome GLÓRIA, esta é uma série histórica de suspense e espionagem, em pleno Portugal dos anos 60, passada na pequena aldeia da Glória do Ribatejo, a qual acabou por se tornar num improvável palco da Guerra Fria, onde as forças americanas e soviéticas lutaram para obterem o controlo da Europa.

Com argumento de Pedro Lopes, a realização ficou a cargo de Tiago Guedes, para quem a GLÓRIA representa um momento muito especial. "Primeiro, porque me apresentou um mundo e uma realidade que desconhecia até ao momento, como é o caso da existência da RARET na Glória do Ribatejo e a importância do seu papel durante a Guerra Fria”, começa por dizer, acrescentando: "Depois, por ser a primeira vez que Portugal criou e produziu um conteúdo Netflix, um marco importante para o mercado português que conquista assim um lugar nessa muito importante montra mundial. E, por último, porque me mostrou a resiliência, a vontade e o profissionalismo de toda uma equipa e elenco, que nunca baixaram os braços durante a pandemia global que estava a abalar o Mundo inteiro, ainda sem vacinas.”   

Por sua vez, o autor garante que escrever GLÓRIA foi estimulante a vários níveis. "A escrita foi um desafio de pesquisa para todos os argumentistas e filmar durante a pandemia só foi possível graças a uma equipa muito especial. Nenhuma outra série portuguesa teve tão grandes valores de produção, e tenho a certeza que fizemos um projeto diferente, original, com uma narrativa ágil e surpreendente, uma fotografia verdadeiramente cinematográfica, e uma realização com grande sensibilidade. Quanto ao elenco, tenho a certeza que vai dar que falar internacionalmente”, assume Pedro Lopes.

No centro da história da GLÓRIA está a personagem João Vidal, interpretada pelo ator Miguel Nunes, um jovem de família com ligações ao Regime Fascista Português, que é recrutado pelo KGB depois de se politizar na Guerra Colonial. João ver-se-á envolvido nas intrincadas teias do jogo da espionagem e, no final de contas, compreenderá que, seja qual for o lado em que esteja, o mundo, principalmente o da espionagem, nunca é a preto e branco.